Aracaju (SE)

“Aracaju? Mas onde fica Aracaju? Sabe que eu nunca parei para pensar ou dei muita bola para Aracaju?” – era a minha reação, e provavelmente é a da maioria, quando alguém fala em viajar para lá. Férias no nordeste quase sempre trazem na hora Fortaleza, Porto Seguro ou Natal à mente. Talvez Jericoacoara ou Morro de São Paulo para os mais “exploradores”. Mas Sergipe e seus encantos está quase sempre relegado ao esquecimento. Inclusive, conversando aqui e ali, os próprios nordestinos de outras cidades mais “famosas” como Ceará, Bahia ou Pernambuco, por exemplo, tratam Aracaju com uma certa indiferença, como uma espécia de “patinho feio”. Pura ignorância. Apesar de que as minhas atrações preferidas estão em cidades próximas (Cânion do Xingó, Mangue Seco, delta do São Francisco e Parque dos Falcões), a capital de Sergipe mostra muita coisa bacana pra quem resolve explorá-la. Então, naquela semana de férias com pacote CVC que você cogitaria ir para Fortaleza, Porto Seguro ou Natal, pense em fazer algo diferente. Uma semana em Aracaju cai como uma luva, com a vantagem de que você vai voltar contando sobre coisas de um lugar que, aposto, seus amigos ainda não foram. Diferente de Fortaleza, Porto Seguro ou Natal…

Atalaia5 Atalaia1

Eu não sei em que pousada ou hotel vai se hospedar, mas com certeza você vai ficar na praia de Atalaia. É onde estão os melhores lugares bares, restaurantes e hotéis. Então, passe as noites sergipanas em caminhadas pela orla de Atalaia, coma no Cariri e aproveite um forró pé-de-serra. Durante o dia, além de ter lugares mais bonitos pra ir, é um sol desgraçado e quase não tem árvores pra você se proteger, então desaconselho. Mas, se você fizer questão, dá uma passada no Oceanário, deveras interessante.

Passarela do Caranguejo  cariri 

Como não pode deixar de ser, faça uma visita ao centro histórico. Não vai tomar muito tempo, prometo.  Você vai ver a Catedral Metropolitana, o Museu do Artesanato, a Ponte do Imperador (que de ponte não tem nada, foi um ancoradouro construído para o desembarque do Imperador Dom Pedro II ), a Igreja São Salvador – primeira igreja de Aracaju (sim, apesar de não ser católico, tenho um fraco por igrejas, e daí?) e a praça mais antiga da cidade. Ah, e claro, uma feira de artesanato para as indefectíveis “comprinhas e lembrancinhas”.

catedral_aracaju Ponte_imperador

Imperdível é o mega-super-ultra interativo Museu da Gente Sergipana.

museu_gente_sergipana museu_sergipana

Se você, como eu, curte ficar um tempo de papo po bar, tomando caipirinha, mastigando uma porçãozinha e filosofando sobre o nada, simplesmente porque você pode, as praias do sul da cidade (em direção a Mangue Seco) têm várias barracas e quiosques de praia que são o lugar ideal. As mais famosas são a Parati e a Com Amor. E aos fins de semana rola um agito bacana do povo local por ali.

aracaju - 06-01-2011 001 praia-da-costa

Pronto, você já conhece Aracaju. Agora podemos ir pra o melhor da visita? Todos os hotéis e pousadas fazem os passeios abaixo. Acerte na recepção o seu e seja feliz. O ideal é fazer todos, mas se houver restrição de tempo e/ou orçamentária, siga a lista de prioridade (elaborada a partir única e exclusivamente a partir das minhas preferências pessoais):

Cânions do Xingó

Foz do São Francisco

Mangue Seco

Parque dos Falcões

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *