Balneário Camboriu (SC)

Vou confessar uma coisa: passei muito ano novo em Balneário Camboriu. Quando eu tinha meus vinte anos, a grana era curta e ficar para lá e para cá no calçadão da praia, bebendo vodca barata e correndo atrás de mulher bonita, era uma excelente perspectiva para minhas férias. Não quero cuspir no prato em que comi (muito, aliás), mas se você não tem vinte anos, ou não está com a grana curta (afinal é um ônibus só e você já tá lá e viver com uma garrafa de Natasha por dia não custa lá tão caro), ou já passou da fase de azaração-a-tudo-que-se-move (quem nunca?), Balneário Camboriu pode ser, no máximo, uma opção para onde se achar bons hotéis. Mas mesmo assim você pode querer fugir da praia lotada, do trânsito constante, do bando de jovens barulhentos que andam para lá e para cá no calçadão da praia, bebendo vodca barata e correndo atrás de mulher bonita.

Mas vai que você não sabia nada disso e reservou o hotel lá. Bom, paciência, o jeito é ir. E, por favor, vá de carro. Ou alugue um. O importante é que você tenha condução própria pra sair dali e conhecer as praias e outros lugares próximos: Bombinhas, Itajaí, Laguna… até Florianópolis, se der.

Mais: vai pra Floripa? Veja umas dicas da Ilha da Magia aqui.

Mas, já que está em Camboriú, por que não passar em alguns pontos interessantes, né?

O mais conhecido deles, orgulho da cidade, é o Cristo Luz. Já foi pro Rio de Janeiro? Já viu o Cristo Redentor? Bom, então você pode prescindir desse Cristo que é menor e segura um canhão de luz em um dos braços. “Ah, mas a vista do centro da cidade é bacana!” alguém pode argumentar. Sim, é. Mas sei lá… Bom, se você me prometer não gastar mais do que dez minutos do seu dia indo, vendo e voltando, ok., pode ir.

Cristo_Luz vista_camboriu

Há uns 10, 15 anos foi inaugurado o bondinho Unipraias, na Barra Sul, ponta da praia. Com ele, você sobre o Morro da Aguada (maior do que o do Cristo Luz, ou seja, a vista é mais bacana) e pode dar uma parada por lá pra fazer uma caminhada pelas trilhas. ficar pirando na vista dos mirantes ou pegar o trenó que corre no meio da mata. Ou pode continuar no bondinho até a praia de Laranjeiras, do outro lado do Morro da Aguada. Nas praias, tanto na Barra Sul quanto na de Laranjeiras, o tipo de mar é o mesmo e o esquema quiosque-cadeira-guarda-sol, também.

bondinho Praia_de_Laranjeiras
Ali da Barra Sul também saem passeios de barco temáticos, estilo pirata, que vão até a praia de Bombinhas. Mas é aquele esquema: música alta, gente jovem e animada se divertindo. Se você não tiver mais paciência pra encarar isso (eu não tô mais), nem considere.

barco-pirata-negro

Tá atleta? Uma opção interessante pode ser alugar um caiaque e ir até a Ilha das Cabras, que fica bem em frente à praia.

ilhas_cabrqas

Na Praia dos Amores há o Morro do Careca, um dos pontos mais altos da cidade (também maior que o morro do Cristo Luz. Ou seja, se é pra ver a vista, pra quê ir pro Cristo Luz?). Dá pra chegar de boa de carro, não precisa se matar subindo debaixo de sol escaldante.

amores_brava morro_careca

Se você curte naturismo, ou sempre teve curiosidade de ficar peladão tomando sol e nadando no mar, mas nunca teve oportunidade, taí sua chance. A Praia do Pinho é uma praia naturista conhecida pelos naturistas de todo país. Obviamente não tenho fotos, eu não fui visitá-la (o mundo não precisa de mais essa hecatombe que é me ver pelado), mas dizem ser um local de águas calmas e muita vegetação.

Há ainda voo de parapente, passeio de helicóptero, arvorismo e outros passeios mais radicais. Eu nem procurei saber onde fica, mas perguntando aqui e ali fica facinho de achar.

Durante a noite, há enorme oferta de restaurantes e bares. Pelo menos isso. Você aqui come e bebe bem. A moral da história? Curta a noite e saia durante o dia para outras praias e outras cidades. Assim você pode ir embora de Balneário Camboriu com boas lembranças.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *