Seja um expert no Bumbódromo

Bumbódromo. A casa dos bois.

Bumbódromo. A casa dos bois.

Parabéns! Você conseguiu: a) comprar um ingresso na Tucunaré Turismo, ou b) deixou uma grana na mão dos cambistas que agem livremente na frente do Bumbódromo, ou c) ficou plantado na fila o dia inteiro, debaixo do sol amazônico e desidratando horrores, ou ainda d) conheceu alguém que te arrumou ingresso ou te põe pra dentro na hora que os portões abrem sem que você precisa pegar a enorme fila (sim, isso pode acontecer, eu sou prova), e pronto, você vai ver a festa do Bumbódromo. Afinal, esse é o motivo principal da sua vinda até uma ilha remota a 420km de Manaus, não?

Mais: Caprichoso ou Garantido: já decidiu pra quem torcer?

Então é importante você saber algumas coisas:

1 – Não importa que torcida você esteja, azul ou vermelha (Caprichoso ou Garantido, respectivamente), jamais, eu disse JAMAIS!, diga o nome do outro boi. Ele é o inimigo, tudo o que há de ruim, e deve ser tratado sempre com a alcunha “contrário”. Tipo “O contrário não vai ter chance esse ano”. Simples, mas imprescindível.

2 – Os dois bois se apresentam todos os dias. Mas cada dia a ordem é alterada: primeiro um, depois o outro num dia, primeiro o outro e depois o um no dia seguinte. Cada apresentaçã0 de boi dura 2 horas e meia.

3 – Enquanto o seu boi se apresenta, você pula, canta, vibra e agita o tempo inteiro. Há animadores de torcida levantando a galera durante toda a apresentação.

4 – Agora, enquanto o outro boi, o contrário (vide dica 1), se apresenta, você fica em total silêncio. Sem fazer qualquer manifestação, muito menos vaiar.

5 – Antes do próximo item, leia aqui a lenda do Boi Bumbá (se você ainda não conhece).

6 – Uma explicação básica do que você vai ver na arena: tem o Apresentador, que inicia a coisa toda. Ele conduz o espetáculo do seu boi, agita a galera e faz troca com o boi rival. O Levantador de Toadas é o cara que fica cantando todas as músicas (toadas) durante a noite. A bateria tem nomes distintos pra cada boi, podendo ser Marujada ou Batucada. Daí vem o Amo do boi (dono da fazenda), a Sinhazinha, filha dele, e o Boi. São apresentados ainda o Pajé e a Cunhã Poranga, além de tribos e lendas amazônicas. O auge do espetáculo é a cerimônia de ressurreição do boi.

7 – Mas, na boa? Tudo o que você acabou de ler aqui vale nada. Você vai esquecer de tudo o que eu falei, ou pelo menos de grande parte e dos detalhes. Siga o que a galera ao seu lado na arquibancada está fazendo, arrume alguém que te explique o que está acontecendo na arena (sim, pessoal tem o maior orgulho e adora contar o significado de cada coisa) e seja feliz.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *