Lençóis Maranhenses (MA)

Barreirinhas é a porta de entrada para os fantásticos-sensacionais-bonitos-pra-caralho Lençóis Maranhenses. Fácil fácil de chegar de ônibus a partir de São Luis (a capital mais próxima com aeroporto). Mas, se você tiver mais tempo, siga meu conselho e desça em Fortaleza, passe em Jericoacoara e, de lá, pegue uma caminhonete 4×4 que por uns R$ 70,00 vai te levar, via litoral, até Parnaíba- PI (onde está a foz do Rio Parnaíba) e de lá, mais uma lotação ou caminhonete até Barreirinhas. Sim, é mais difícil e trabalhoso, mas muito mais compensador – afinal você vê de brinde paisagens como a abaixo e mais duas cidades bem legais, Jericoacoara e Parnaíba.

Mais: Jeri é joia. Veja!

Mais: Parnaíba – uma beleza ainda desconhecida da maioria. (em breve)

Mais: São Luis, um exemplo de potencial desperdiçado.

Captura de Tela 2014-10-21 às 22.49.36 Captura de Tela 2014-10-21 às 22.49.02Captura de Tela 2014-10-21 às 22.50.47

Barreirinhas tem várias pousadinhas bacanas e uns bons restaurantes na beira do Rio Preguiça, que corta a cidade. Não espere grande agito noturno, a cidade é calma que só ela.

Barreirinhas

Não deixe de fazer:

1) o passeio às lagoas do Parque Lençóis Maranhenses;

2) a ida de voadeira até a foz do Rio Preguiças, passando pelo Farol Preguiças.

Esses dois passeios são o básico, você consegue fechar em qualquer operadora turística no centro da cidade.

Como as lagoas são formadas pela água da chuva, muitas desaparecem na época de secas. Como o período chuvoso é o primeiro semestre do ano, prefira ir então mais pra junho e julho, quando as lagoas já estão todas cheias. Claro que há lagoas durante todo o ano, mas nessa época tem mais lagoas e a paisagem fica mais bacana, sacou?

Captura de Tela 2014-10-21 às 23.00.21 Captura de Tela 2014-10-21 às 23.00.36

Ah, claro. Tem o por do sol de cair o cu da bunda, como dizem.

Captura de Tela 2014-10-21 às 22.42.08

No passeio até a foz do Rio Preguiças, veja se consegue não voltar na voadeira no mesmo dia e passe uma noite na Pousada do Paulo. Longe da cidade, sem luz elérica ou qualquer tipo de luxo, observar o céu estrelado à noite é um espetáculo à parte. Aí você volta na voadeira no dia seguinte (todos os dias tem barco descendo o rio) e fica com mais uma história pra contar.

Captura de Tela 2014-10-21 às 23.07.13 Captura de Tela 2014-10-21 às 23.06.55

Captura de Tela 2014-10-21 às 23.08.50 Captura de Tela 2014-10-21 às 23.16.55

No Farol Preguiças, “adote” uma das várias crianças da comunidade que, bem ensaiadinhas, contam diversas curiosidades sobre o rio, o farol e a vida delas ali. Um bate po com os pescadores também pode ser bem instrutivo para você descobrir um estilo de vida que só tinha visto nas novelas das 8 da Globo, baseadas nos romances de Jorge Amado

.Captura de Tela 2014-10-21 às 23.04.19 Captura de Tela 2014-10-21 às 23.05.50

Captura de Tela 2014-10-21 às 23.05.32

Vista do Farol Preguiças. O Rio Preguiças e, ao fundo, o mar.

Se tiver mais tempo, e dinheiro, claro, experimente alguns outros passeios de nível mais advanced: o sobrevoo dos Lençóis num daqueles teco-teco bem apavorante (parece que a qualquer momento vai dar uma pane no motor e você se espatifará lá embaixo). O visual, no entanto, vale qualquer risco.

lencois_maranhenses

Há também a caminhada desde o Parque dos Lançóis Maranhenses até o mar, um percurso feito à pé e que leva em torno de sete horas (você pega o final de tarde com direito a um senhor por do sol e parte da noite). Mas esse é pra quem está com o condicionamento físico em dia, não é mole sete horas subindo e descendo as dunas.

Captura de Tela 2014-10-21 às 23.29.03

Pronto, você já desbravou um lugares mais lindos que o Brasil tem a mostrar, na minha modesta opinião.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *