Mangue Seco (BA)

Todo mundo sabe que Mangue Seco foi o cenário da novela Tieta (aquela com a Betty Faria no papel-título e com a inesquecível Perpétua, lembra?). Bom, se você não sabia, agora sabe. E, se não lembra, busca no Google. Mas isso é pra dar uma ideia do que você vai encontrar: se foi cenário de novela, feio não é.

Mais: veja porque Aracaju pode ser mais do que você imagina.

De Aracaju, você vai pro sul, até a divisa com a Bahia. Todos os hotéis da cidade têm convênio com alguma operadora turística e oferecem o passeio. Embarcações fazem a travessia (rapidinha, uns 15 minutos) do Rio Real e pronto, chegou na Vila de Mangue Seco.

mangue vila_mangue_seco

Dali um bugueiro te leva pra praia, que dá pra alcançar à pé. Mas pra que andar se você pode chegar mais rápido e passar mais tempo contemplando a vista, tomando cerveja e comendo aratu?  E antes que você pergunte, eu explico: aratu é um caranguejão vermelho, típico da região. Experimente a moquequinha de aratu na folha: de lamber os beiços.

Captura de Tela 2014-10-21 às 22.25.20 Caranguejo-Aratú

Obrigatório também é o passeio de buggy pelas dunas, com direito a parada nos coqueiros que apareceram na abertura de Tieta (óbvio que precisa nem pedir, todo guia para e comenta orgulhoso a importância dos coqueiros). Prato cheio para as mulheres tirarem fotos com suas cangas esvoaçantes em poses “tietísticas”.

Coqueiros de Tieta mangue_seco

O passeio mais longo, inclusive, leva à comunidade de Coqueiros ali perto. Vale por três motivos: 1) mais tempo de passeio é mais tempo de paisagens deslumbrantes de mar/dunas/coqueiros; 2) na comunidade tem uns bares bem rústicos (quer dizer, “bem rústicos” é exagerar no luxo que oferecem) onde você pode tomar caipirinhas de frutas que eu nem lembro o nome; e 3) tem a história da vaca que comia manga. Que eu sugiro que você vá lá pra saber. Mas, se a curiosidade estiver matando, leia aqui.

Captura de Tela 2014-10-21 às 22.17.02 Captura de Tela 2014-10-21 às 22.18.02

Se conseguir, tente pegar o por do sol e, melhor ainda, pernoitar na Vila. Eu, infelizmente, tive que voltar correndo pra Aracaju no fim da tarde e pegar o voo de volta pra casa. Mas ainda volto e durmo lá. Promessa a mim mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *