Olinda (PE)

Olinda é uma continuação de Recife, não tem como você ir à capital de Pernambuco e não dar uma chegada a Olinda. A cidade é bem pequena, você não precisa de mais do que dois dias para ver tudo o que ela tem para mostrar, e pode ir, por exemplo, para Porto de Galinhas (com suas sensacionais piscinas). A não ser que você vá para Olinda no carnaval. Aí, não arrede pé da cidade, senão perde o melhor da diversão. Mas mesmo fora do carnaval, quando é absurdamente calma e tranquila, Olinda tem algumas atrações notáveis.

Mais: o que fazer de bão em Recife.

Mais: você PRECISA conhecer Porto de Galinhas. Veja porquê.

Mais: com medo de soar óbvio, mas PARA TUDO e vai pra Fernando de Noronha

Bom que Olinda você não precisa de carro, pode fazer tudo à pé. Aliás, o grande barato é fazer tudo à pé, para ir reparando nos detalhes das casas, na arquitetura colonial, nas dezenas de obras de arte espalhadas pelas ruas, nos vários ateliês que ficam abertos ao público.

pintura carnaval fachadas what the fuck? cordel

Olinda foi a segunda cidade brasileira a ser declarada Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela UNESCO, em 1982 (eu sei que você está se perguntando “Qual foi a primeira?” Foi Ouro Preto, em Minas Gerais) e está muito bem conservada, e vários de seus atrativos turísticos têm placas com QR Codes, que dão mais informações sobre o local.

QR Code QR Code 2

Aliás, ao visitar Olinda você fica sabendo de uma curiosidade para você ser o mais admirado na mesa do bar: de onde vem a expressão “sem eira nem beira”. Claro que não vou contar, vai lá descobrir, pô. (Tá bom, se você está se mordendo de curiosidade, descubra aqui).

A principal atração de Olinda é morro acima, no Alto da Sé como já disse, ir andando calmamente é o mais legal, mas se você tiver preguiça ou dificuldade de locomoção, tem um veículo que te leva até ;lá, com guia explicando tudo). Foi no Alto da Sé que algum explorador português que eu não lembro o nome chegou, viu aquela coisa maravilhosa e soltou um “Oh, linda situação ara se construir uma vila!”. Daí veio o nome da cidade.

Vista Olinda Vista Recife

Visite a Catedral da Sé, de 1540, a mais importante de Olinda. Guias surgem por toda parte para entrar na igreja com você e descrever todos os detalhes da construção. Se for contar com um deles, o que é bem interessante, é melhor combinar antes o preço, para não ser extorquido depois.

Alto da Sé Altar Alto da Sé Alto da Sé Olinda Captura de Tela 2014-11-30 às 21.19.54

O final de tarde, com o pôr do sol, é algo incrível. Aproveite para comer nas várias barraquinhas que oferecem pratos típicos da culinária nordestina, como acarajés e tapiocas. Mas nem tente atenção na hora da novela, quando todo mundo fica grudado nas pequenas tevês.

por do sol olinda feirinha_alto_da_se

Um elevador panorâmico, que funciona só à tarde, leva ao mirante da caixa d´água e dá uma super vista privilegiada de 360 gruas de Olinda e Recife.

 Elevador-Olinda Captura de Tela 2014-11-30 às 21.48.57

Considerada a igreja mais rica de Olinda, o Mosteiro de São Bento é impressionante. Tipicamente barroca, a igreja tem o altar totalmente folheado a ouro. Aos domingos de manhã, a missa é cantada (o que torna o programa bem mais interessante).

mosteiro-de-são-bento-olinda Captura de Tela 2014-11-30 às 21.17.48

O Convento de São Francisco é o convento franciscano mais antigo do Brasil. Os azulejos portugueses e as pinturas da Sagrada Família são os destaques.

S.Francisco_olinda azulejos_portugueses

Na Praça do Carmo, em frente à Igreja do Carmo (bem deteriorada, tadinha) há o restaurante Estação Maxabomba, que era uma antiga estação ferroviária. Bom para experimentar uns pratos um pouco mais refinados e tomar uma gelada no começo da noite, quando fica bem cheio e há música ao vivo. De quebra, você fica sabendo o que significa Maxabomba (não vou contar. Tá com muita curiosidade, pede por email que eu conto).

Captura de Tela 2014-11-29 às 22.55.29 Captura de Tela 2014-11-29 às 22.54.55

E, ao longe, você vê o Farol de Olinda. Me perguntei o porquê dele não ser atração turística e encasquetei que queria ir lá visitá-lo. Mas só quando cheguei na frente e dei com a cara na porta, por assim dizer: ele é fechado para visitantes, nem adianta ir até lá.

Captura de Tela 2014-11-29 às 22.59.13

E tem as agremiações dos blocos de carnaval, um dos mais legais (para mim, o mais legal)  do Brasil. Na foto, o Vassourinhas, clube que deu nome ao frevo mais conhecido da história (esq) e um dos blocos mais conhecidos, o Homem da Meia Noite (dir).

vassourinhas homem-meia-noite

Mas o principal é você fazer a cidade toda à pé, sem pressa, e descobrir os detalhes, as artes e o charme de Olinda.

Mais: já que está em Pernambuco, arrume uma semana inteira para ir para Fernando de Noronha, um dos lugares mais bonitos do Brasil (quiçá do mundo, sem exagero). (em breve)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *