Vale do Rio Claro

Prepare-se para andar e andar e andar, debaixo de sol. Se não curte isso, nem considere o passeio (apesar de não saber o que estará perdendo). Se você gosta, então aplique uma boa camada de protetor solar e vamos nessa.

Lembra que eu comentei, no texto da cidade de Chapada dos Guimarães, (aqui, pra provar), que era mais legal você alugar um carro 4×4 pra fazer os passeios? Então, eu estava me referindo a esse passeio. Se você tiver um 4×4 o guia te leva até mais perto das atrações, mas mesmo assim vai andar um bocado. Se tiver um simples carro de passeio, ele chega só até parte do trecho de o 4×4 faria, e você põe aí mais uns 5km de caminhada. Ah, sim, esse passeio precisa de guia.

Estrada Vale Rio Claro Vale Rio Doce 2

A caminhada passa pro várias formações rochosas impressionantes, flores, frutas e a rica vegetação do cerrado.  Pergunte para o guia, ele vai arrumar algumas frutas comestíveis, como o “figuinho”. Ao chegar na Crista de Galo (esq), você tem uma bela vista da Chapada.

Crista de Galo Vale Rio Doce 1

Mais caminhada e, enfim, todo o calor é recompensado: o Poço da Anta (esq), cheio de peixes, abre-se à sua frente. E como se não bastasse ele, o passeio segue até o Poço Verde (dir), onde dá pra fazer um flutuação (mergulho descendo o rio) para ver os peixes!

Poço das Antas Poço Verde
Você vê que, no final das contas, somando a vista toda e os mergulhos, a caminhada debaixo do sol escaldante nem foi tão pesada assim…

Veja também:

Caverna Aroe-Jari e Lagoa Azul

Cidade de Pedra

Mirante Alto do Céu

Circuito das Cachoeiras

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *