Vitória (ES)

Assim como eu ouvi dos nordestinos que Sergipe era o “patinho feio” do nordeste (obviamente uma afirmação descabida, como você pode ver aqui), não foi de uma ou de duas pessoas de São Paulo, Rio e Minas que eu ouvi “mas o que você vai fazer lá?” quando comentava que me faltava visitar Vitória, o “patinho feio” do sudeste. “Vai para Guarapari” ou “Itaúnas é o paraíso para quem gosta de forró, lá sim vale a pena” era o que me recomendavam.

Captura de Tela 2015-01-23 às 22.39.44

Mas, claro, eu precisava ver para crer e fui para Vitória. O que eu descobri? Bom, turisticamente falando, essa não é das capitais mais empolgantes. As melhores praias (mais bonitas e/ou limpas), as melhores paisagens e os pontos mais famosos estão em outras cidades, como Serra, Vila Velha ou Guarapari.

vitoria3

“Mas e então? Vitória não tem nada interessante?” você pode estar se perguntando. Alto lá, eu não disse isso. Disse que as atrações turísticas não são nenhuma Brastemp. Mas Vitória tem capixabas, e isso compensa tudo. Em tempo: capixaba vem de “capixava”, que na língua tupi quer dizer “lugar de pequena lavoura”. Não que isso tenha qua;quer relação com o resto do texto, mas é um item a mais para você  comentar  na mesa do bar e impressionar todos com a vastidão da sua cultura inútil.

O centro histórico (eu não fazia ideia) é mais antigo do que outros mais conhecidos e badalados, como São Paulo e Ouro Preto. A merda é que não cuidaram dele como deveria, então você percebe só de olhar o quão antigo ele é. Mesmo assim é um passeio bacana para ser feito. À pé, obviamente. E durante o dia, é claro.

centro-vitoria-09

No quesito “igrejas”, o centro histórico é pródigo. Da Catedral Metropolitana repare nos vitrais.

catedral_metropolitana vitral_catedral

A Capela de Santa Luzia (esq), bem simples, é a construção mais antiga da cidade (e eu provavelmente passaria lotado, sem dar grande importância, se não estivesse procurando por ela). Ainda há a Igreja de Nossa Senhora do Carmo (dir.) e o Convento São Francisco (embaixo).

Capela-Santa-Luzia Captura de Tela 2015-01-23 às 14.49.57 convento_sfrancisco Captura de Tela 2015-01-23 às 14.50.18

A escadaria em frente ao Palácio Anchieta, sede do governo estadual (e local da tumba simbólica do Padre José de Anchieta, que adorava ficar andando pela região) é um local clássico capixaba para fotos.

Palácio Anchieta Palácio_Anchieta2

O Teatro Carlos Gomes foi inspirado no Scala de Milão.

carlos-gomes teatro-carlos-gomes-interno

Do centro, do Porto de Vitória, sai um passeio de barco bacana, que passa pelo Mangue de Vitória (maior mangue urbano do mundo) e faz uma parada na Ilha das Caieiras para comer a sensacional moqueca capixaba.

caieiras  Captura de Tela 2015-01-23 às 16.01.35

E sabe aqueles pontos que você tem que visitar em todas as cidades, tipo fortes históricos  o Mercado Municipal? Em Vitória dá pra passar sem. Tem o Forte São João (único forte que sobreviveu preservado mas que não tem lá muito cara de forte como a gente costuma ver por aí) e o Mercado Capixaba, meio caidinho.

Captura de Tela 2015-01-23 às 16.42.17 Captura de Tela 2015-01-23 às 16.44.53

As praias são impróprias para o banho na sua maioria, mas isso não quer dizer que você não possa exercitar o hábito de tomar uma gelada num quiosque, comendo uma porção qualquer. A Curva da Jurema é ideal para isso e tem um público mais, digamos, eclético (tudo junto e misturado e não tão bonito, para ser mais preciso). Gente mais bonita e galera jovem está mais para as praias da Ilha do Boi (tem a praia esquerda e a praia direita).

Curva_da_Jurema praia-direita

Na Praia de Camburi, talvez a principal da cidade, há a estátua em homenagem à Iemanjá. (Pra mim, pelo quesito beleza poderia ser conhecida como “Borba Gato Capixaba”. Cá entre nós acho que a rainha do mar merecia uma homenagem mais bonita).

camburi yemanja

E há o Parque da Pedra da Cebola, que dizem ser o mais tradicional da cidade, e onde há uma pedra que parece uma cebola (daí o nome). Não fui, mas vai que te encanta, fica a sugestão.

Mas, como eu disse no começo, o melhor de Vitória é o capixaba. Para fazer amizade, nada melhor que álcool, certo? Então, sábado à tarde não perca o samba na Rua da Lama. E, nos fins de semana à noite, o destino é o Triângulo das Bermudas, onde os mais agitados bares e baladas da cidade atraem todo mundo (e quando eu digo todo mundo, quer dizer TODO MUNDO. A coisa fica intransitável).

Captura de Tela 2015-01-23 às 22.37.31 triângulo_bermudas

Em Serra (pertinho de Vitória, dá pra ir de ônibus. Só não confie no cobrador para te dizer certo onde descer), aí sim você vai curtir praias mais bacanas (inclusive com piscinas naturais!). Seu destino é a Praia de Manguinhos, onde inclusive você pode arrebentar de comer a moqueca (sim, de novo. Moqueca nunca é demais) ou peixe ou caranguejo.

Captura de Tela 2015-01-23 às 22.38.54 Captura de Tela 2015-01-23 às 22.38.31

Vila Velha talvez tenha os pontos turísticos mais conhecidos de Vitória (apesar de ser Vila Velha, e não Vitória). Invista no Convento Nossa Senhora da Penha, onde é foda chegar, mas a vista compensa.

Captura de Tela 2015-01-23 às 22.46.07  Captura de Tela 2015-01-23 às 22.45.24 Captura de Tela 2015-01-23 às 22.39.14 Captura de Tela 2015-01-23 às 22.39.29

E no sonho de toda criança (de qualquer idade):  a visita à fábrica da Garoto.

Captura de Tela 2015-01-23 às 23.14.39 loja-da-fabrica-de-chocolates-garoto_6252571

A Praia da Costa é a principal opção pra curtir sol e mar em Vila Velha. Ela muda de nome em sua extensão e, quando vira a Praia de Itaparica, tem o famoso Caranguejo do Assis.

Captura de Tela 2015-01-23 às 23.17.41 Captura de Tela 2015-01-23 às 22.40.11

Quando fui, o trem das Serras Capixabas ainda não estava operacional. Preciso voltar para passear por ele, mas fica a dica.

E Guarapari merece um texto à parte (em breve).

2 Comments

  1. morei 8 anos em Vitória e nunca mais quero voltar nem mesmo a passeio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *